• Os rejeitos da minha empresa

      Por Edson Sá

      Nos últimos dias, estamos acompanhando diuturnamente notícias sobre o desastre ambiental ocorrido no estado de Minas Gerais. Para lembrar, trata-se do rompimento de barreiras de contenção dos rejeitos de mineração de uma grande empresa produtora de aço. O impacto ambiental ainda não foi totalmente contabilizado, e talvez nem seja possível faze-lo.

      Famílias que residiam nas circunvizinhanças perderam todos os seus bens, e equipes de salvamento ainda atuam nas regiões mais gravemente atingidas na busca por pessoas desaparecidas. Cidades localizadas a quilômetros de distância estão sofrendo com as consequências do desastre, pois o rio Doce, que recebeu todo o “mar de lama” e que abastece cidades mineiras e capixabas, está com suas águas impróprias para consumo. A própria empresa não tinha clara noção de quantas pessoas poderiam ser impactadas por um acontecimento nessas dimensões.

      Guardadas as devidas proporções, você já se preocupou com o impacto que sua empresa pode causar à sociedade por conta de suas operações ou de um possível acidente? Pois é, a maioria dos empresários ainda não se atentaram a isto. Desde um MEI (Microempreendedor Individual) até uma multinacional do aço, todas as empresas, de alguma forma, causam ou podem causar algum impacto socioambiental. Podemos pensar em uso de energia elétrica, consumo de água ou geração de resíduos como os impactos mais básicos, mas também podemos lembrar de poluição visual ou sonora, fluxo de pessoas ou veículos ou a ocorrência algum acidente, como vazamento de gás, incêndio etc.

      Eventos como os citados merecem toda a atenção e planejamento das empresas. É dever dos gestores definirem e aplicarem planos de ação que promovam a segurança e o bem-estar socioambiental da comunidade em que a empresa está inserida. Isto deve começar, no mínimo, pela conscientização do uso dos recursos naturais, passando pelo correto descarte dos resíduos operacionais, até chegar a ações voltadas a comunidade do entorno, como, em casos extremos, um plano de evacuação do local.

      O desastre no início mencionado, uma das maiores tragédias socioambientais mundiais vistas até então, serve de amostra para que todas as empresas entendam que de alguma forma também geram impactos à comunidade. Mais do que uma questão legal, é preciso que tenhamos uma real preocupação social e ambiental sobre nossas atividades. Por mais simples que sejam, nossas atividades podem prejudicar a vida de muitas pessoas.

      Precisa de mais informações sobre:
      Os rejeitos da minha empresa

      Fale Conosco

      Gostei, quero compartilhar com meus amigos!

Fale ConoscoAssunto: Os rejeitos da minha empresa

Os rejeitos da minha empresa
  • CresceCoaching e Consultoria Empresarial

    • (82) 98876-3283 Edson WhatsApp
    • (82) 99610-5970 Roberta
    • contato@suaempresacresce.com.br
    • Av. Dr. Antonio Gomes de Barros, 929 - Jatiúca
    • Maceió/AL


Cresce - Maceió/AL
Desenvolvido por 3tags © 2018 - Plataforma iSites.ws
X
Precisa de ajuda?
--->