• Empreendedorismo para se aprender na escola

      SEMED E SEBRAE ESTIMULAM O EMPREENDEDORISMO


      Ter uma ideia e fazer disso um negócio. Essa é a proposta do Projeto Jovens Empreendedores (Jeep), desenvolvido pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em Alagoas (Sebrae), que conta com parceria da Secretaria Municipal de Educação de Maceió (Semed).   O Jeep objetiva estimular e desenvolver o espírito empreendedor nos alunos do 1º ao 9º ano do ensino fundamental da rede municipal de Educação de Maceió. A iniciativa pretende treinar crianças e jovens a serem gestores de negócios em suas próprias comunidades.

      A princípio, duas escolas municipais receberam a metodologia do projeto como experiência. As escolas Hévia Valério e Corintho da Paz foram as selecionadas, de acordo com a localidade e realidade da comunidade. Dentro da proposta, será desenvolvido o empreendedorismo em alunos de 06 a 14 anos, que serão estimulados a despertar possibilidades de como criar seu próprio negócio e buscar se inserir no mercado de trabalho.

      O projeto Jovens Empreendedores Primeiros Passos estabelece, inicialmente, a formação de professores para que eles sejam multiplicadores de uma educação empreendedora. O assessor técnico da Diretoria Geral de Ensino (Digen) da Semed, Arcélio Fortes, destacou que o foco do projeto é despertar o empreendedorismo em crianças de nível fundamental de ensino.

      “Os professores vão receber formação pelos facilitadores do Sebrae e, em seguida, desenvolver todo o conteúdo abordado, durante a formação em sala de aula. Assim, estaremos preparando nossos jovens para o mundo dos negócios, explorando e desenvolvendo suas habilidades empreendedoras desde o início”, afirmou.

      Segundo Arcélio, a educação empreendedora será desenvolvida nas salas de aulas com material específico doado pelo Sebrae, contendo questões teóricas e práticas. “O material tem característica lúdica e conta com uma personagem que começa pequeno e cresce com os passar dos anos. Esse personagem serve de exemplo, como se fosse um plano de negócio” salientou o técnico.

      De uma maneira bem prática, o assessor cita como exemplo um trabalho que pode ser feito com ervas aromáticas e argumenta, sobretudo, que o aluno deverá saber e conhecer as diversas ervas aromáticas existentes. Quais são? Qual o mercado? Como podem vendê-las e como negociá-las? Nesse sentido, ele justifica que o aluno vai aprendendo a lidar com negócios e desenvolvendo suas capacidades profissional, pessoal e empresarial.

       Janaina Farias/ Ascom Semed
       

      Precisa de mais informações sobre:
      Empreendedorismo para se aprender na escola

      Fale Conosco

      Gostei, quero compartilhar com meus amigos!

Fale ConoscoAssunto: Empreendedorismo para se aprender na escola

Empreendedorismo para se aprender na escola
  • CresceCoaching e Consultoria Empresarial

    • (82) 98876-3283 Edson WhatsApp
    • (82) 99610-5970 Roberta
    • contato@suaempresacresce.com.br
    • Av. Dr. Antonio Gomes de Barros, 929 - Jatiúca
    • Maceió/AL


Cresce - Maceió/AL
Desenvolvido por 3tags © 2018 - Plataforma iSites.ws
X
Precisa de ajuda?
--->