• Jesus e as empresas

      François Van Thuan foi um bispo vietnamita que passou mais de treze anos na prisão, onze dos quais totalmente isolado. Mesmo tendo ficado tanto tempo preso, não perdeu nem o bom humor nem o bom senso. Quando libertado, foi expulso do país e não pôde mais regressar ao Vietnã, nem quando sua mãe ficou doente. Foi, então, chamado ao Vaticano, onde se tornou colaborador direto do Papa S. João Paulo II. Nomeado Presidente do Pontifício Conselho para a Justiça e Paz, dedicava seu tempo livre para a pregação de retiros, conferências e a participação em congressos. Poucos meses antes de falecer (2001), foi convidado a dar uma palestra para uma associação que reunia empresários dos mais diversos setores. Queriam que ele lhes desse uma resposta à seguinte questão: Como ser, hoje, um cristão coerente, no mundo dos negócios?

      Resumo, em dez pontos, as reflexões que Van Thuan lhes fez.

      1º – É preciso estar sempre bem preparado, evitando improvisações. Para enfrentar um desafio, é necessário estar disposto, pronto. Para cumprir sua missão de três anos, Jesus se preparou durante trinta.

      2º – Elaborar projetos, tendo a firme determinação de concretizá-los. Quando fixamos certas metas e nos decidimos à atingi-las, conseguimos atingir os objetivos se formos perseverantes, ultrapassando cada obstáculo, realizando bem cada fase. Jesus tinha como meta salvar a humanidade e a realizou em três etapas: chamou um grupo de apóstolos; formou-o; tomou a Cruz e foi em direção do Calvário.

      3º – Escolher bem os colaboradores. Jesus empregou um grande tempo e muitos esforços na preparação dos seus apóstolos. O que assegura o êxito de uma empresa é o investimento feito na preparação de seus funcionários, e não tanto na aquisição de máquinas ou nas construções.

      4º – Ter a decisão de superar os obstáculos. Muitos projetos não chegam a bom termo pela falta de alguém que seja capaz de dar a vida por eles. O apóstolo São Paulo é um símbolo disso: era inimigo de Jesus e de seus discípulos. Quando o aceitou e assumiu seu projeto, foi capaz de enfrentar prisões, fome, açoites e mesmo a morte, para defendê-lo e torná-lo conhecido.

      5º – Não se deixar levar pela corrupção. Jesus foi rápido e firme ao expulsar os mercadores do Templo de Jerusalém. Muitas empresas, obras ou projetos sociais fracassam porque não põem um basta à corrupção.

      6º – Cultivar bons relacionamentos. São João Batista é um adequado exemplo: valorizava tanto a pessoa e a missão do Messias, que não só preparou seus
      caminhos, mas com firmeza e desinteresse afirmou: “Não sou o Messias. Ele vem depois de mim e é bem maior do que eu”.

      7º- Dar atenção especial à infância. Quando um chefe se preocupa com a vida e a saúde, os estudos e as necessidades dos filhos de seus colaboradores, conquista sua confiança, sua estima e dedicação. Jesus insistiu com os apóstolos: “Deixai vir a mim as criancinhas!”

      8º – Disposição para enfrentar as dificuldades. Cada projeto, cada empresa, cada desafio tem suas próprias crises. Jesus falou seguidamente da sua Paixão e morte, preparando os discípulos para o momento da grande crise.

      9º – Estabelecer prioridades. Muitas são as tarefas que devem ser executadas. Torna-se vitorioso o administrador que souber analisá-las detidamente e escolher quais deverão ser enfrentadas prioritariamente. Jesus deixou claro: prioritário é amar o Pai sobre todas as coisas e o próximo como a si mesmo.

      10º – Preparar o sucessor. É um erro alguém pensar que será eterno em sua atividade, que um dia não será preciso afastar-se. Uma das missões mais importantes do líder consiste na escolha de quem continuará o seu trabalho. Ao longo de três anos, Jesus preparou doze apóstolos. No final, escolheu Pedro como responsável e líder dos demais. Sua sábia lição fez história: na pessoa dos Papas, Pedro teve sucessores ao longo dos séculos.

      Van Thuan só não falou àqueles homens de negócio que vários funcionários que cuidaram dele na prisão se converteram à fé cristã, graças à sua liderança e a seu testemunho de amor…

      Por Dom Murilo S.R. Krieger - Arcebispo da Bahia (BA)

      Precisa de mais informações sobre:
      Jesus e as empresas

      Fale Conosco

      Gostei, quero compartilhar com meus amigos!

Fale ConoscoAssunto: Jesus e as empresas

Jesus e as empresas
  • CresceCoaching e Consultoria Empresarial

    • (82) 98876-3283 Edson WhatsApp
    • (82) 99610-5970 Roberta
    • contato@suaempresacresce.com.br
    • Av. Dr. Antonio Gomes de Barros, 929 - Jatiúca
    • Maceió/AL


Cresce - Maceió/AL
Desenvolvido por 3tags © 2018 - Plataforma iSites.ws
X
Precisa de ajuda?
--->